sexta-feira, 29 de agosto de 2008

Menina Mulher


Vi a mulher, vi a menina.
Parti sem deixá-las pra trás.
Sorrindo, as três chorando feridas.
Andamos, mãos dadas, sonhamos demais.

Chegamos pra toda gente.
Olá, fora de nós!
Roubamos a cena, perdemos o rumo.
Perfeito virou ausente,
E assim, nos vimos sós.

Mulher envelheceu depressa,
Menina logo se perdeu.
Nessa confusão, longe da festa,
Vi que menina e mulher eram eu.

[Aline Sampin


-Ilustração: Aline Sampin

3 comentários:

lotto philippine result disse...

It could challenge the ideas of the people who visit your blog.

Rene Santos disse...

Amei este post em tudo... imagem, cada palavra, cada verso.

Beijos

Vinicius Longo disse...

A cada dia que passa deixamos de ser alguém que já fomos para procuramos nos tornar em alguém que realmente somos!

Não há mistérios, talvez dúvidas!